brasão governo do estado de são paulo

Em atendimento à legislação eleitoral (Lei nº 9.504/1997), os demais conteúdos desse site ficarão indisponíveis de 5 de julho de 2018 até o final da eleição estadual em São Paulo.

SECRETARIA DA SAÚDE OFERTA TESTE RÁPIDO PARA HEPATITE C NO CAMBUCI

A Secretaria de Estado da Saúde, por meio do Centro de Referência e Treinamento DST/Aids-SP, em parceria com a comunidade da Paróquia São Joaquim e Unidonto, realizará nos dias 15 e 22 de julho, uma atividade de testagem de hepatite C, das 9 às 13h.


A testagem será ofertada na Paróquia São Joaquim (Av. Lacerda Franco, 02. Cambuci). Serão disponibilizados 150 testes rápidos por dia.


A hepatite C é a inflamação do fígado, causado por vírus HCV.  Segundo estimativas atuais da Organização Mundial de Saúde, as hepatites virais afetam 400 milhões de pessoas no mundo, 6 a 10 milhões são infectadas a cada ano e cerca de 1,4 milhões de pessoas morrem anualmente por causa das complicações das hepatites virais. ¿Estima-se que apenas 5% das pessoas com hepatite crônica sabem da sua condição porque a maioria é assintomático, e menos de 1% tem acesso a tratamento¿, observa Sirlene Caminada, coordenadora do Programa de Hepatites Virais do estado de São Paulo. ¿São doenças silenciosas que nem sempre apresentam sintomas, mas quando aparecem podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras¿, explica. Até este momento, só há vacina para prevenir a infecção pelo HBV e não há vacina para prevenir a infecção pelo HCV.


No Brasil, a prevalência total esperada de hepatite C era de aproximadamente 1.450.000 casos no ano de 2014.  ¿O HCV é transmitido por transfusão de sangue (principalmente nas pessoas que receberam transfusão de sangue e/ou hemoderivados antes de 1993); por compartilhamento de material para uso de drogas (seringas, agulhas, cachimbos, entre outros), para higiene pessoal (lâminas de barbear e depilar, escovas de dente, alicates de unha ou outros objetos que furam ou cortam) ou para confecção de tatuagem e colocação de piercings (quando não obedecem às normas de biossegurança); pelo sexo ( sobretudo, em indivíduos com prática sexual anal e sem uso de preservativo; a presença de uma comorbidade como o HIV é um importante facilitador da transmissão do HCV); e há também a possibilidade de transmissão vertical, em menor proporção dos casos¿, declara Artur Kalichman, coordenador adjunto do Programa Estadual DST/Aids-SP.


Para informações sobre local para realizar o teste de Hepatite durante todo o ano ligue para: DISQUE DST/AIDS - 0800 16 25 50