SUCEN - Superintendência de Controle de Endemias

A A A Tamanho do texto

EDUCOM SAUDE SP

                                                                   

                         SUPERINTENDENCIA DE CONTROLE DE ENDEMIAS

Etapa 2021 do Projeto Educom. Saúde-SP qualifica profissionais da saúde de 200 municípios paulistas

 

O Projeto Educom.Saúde-SP foi criado em 2018 para atender a uma demanda do Programa de Vigilância e Controle das Arboviroses Urbanas do Estado de São Paulo que havia identificado a necessidade de instrumentalizar os municípios para ações integradas de educação, comunicação e mobilização social.

Desde então, o projeto já qualificou técnicos e gestores de aproximadamente 200 municípios com mais de 50 mil habitantes. Nessa edição 2021, o foco serão os municípios menores de 50 mil habitantes.

O Educom-Saúde-SP é uma iniciativa da Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD/SES-SP), contando com a assessoria técnica de professores do Núcleo de Comunicação e Educação da Eca/USP e da Associação Brasileira de Profissionais e Pesquisadores em Educomunicação (ABPEducom).

O objetivo principal é a oferta de formação para gerar competências que conduzam a uma nova prática de comunicação e educação na área da saúde, a partir de uma perspectiva de atuação que leve o profissional a dialogar e a participar com seu público-alvo na construção do conhecimento em saúde.

Reconhecendo a importância deste paradigma e os resultados já obtidos na formação dos profissionais de saúde, a Secretaria de Estado da Saúde apoia a continuidade do projeto, de forma a permitir o atendimento às equipes municipais e estaduais ligadas à vigilância em saúde em todo o território paulista.

É importante destacar que o conceito da Educomunicação refere-se ao " conjunto das ações inerentes ao planejamento, implementação e avaliação de processos, programas e produtos destinados a criar e fortalecer ecossistemas comunicativos em espaços educativos presenciais ou virtuais.” (SOARES, 2012)*. Para tanto, são propostos novos tipos de aprendizagens, utilizando-se recursos tecnológicos e promovendo-se relações mais democráticas, igualitárias e menos hierarquizadas, na base dos municípios, numa dinâmica que inclui a valorização de parcerias com organizações sociais como igrejas, escolas, clubes, associações de moradores, sindicatos e outras formas de organização social, constituídas, em seu conjunto, numa importante rede de apoio para as práticas educomunicativas em saúde pública.

 

Etapas concluídas 2019-2020, próxima etapa 2021-2022

 

Cerca de 200 municípios foram capacitados no último biênio (2019 e 2020), e para os próximos dois anos (2021 e 2022) pretende-se alcançar as equipes municipais de outros municípios do estado, agora de menor porte, totalizando a formação de mais de mil profissionais da área.

Considerando o contexto de distanciamento social imposto pelo combate à Covid -19, a capacitação prevista para o presente ano deverá ser a distância e está prevista para o período de junho a outubro de 2021.

Os inscritos contarão com uma plataforma digital (Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA), a partir da qual receberão orientação para desenvolver, de forma sequenciada, as atividades propostas, com oferta de textos, vídeos, webinars, e um repositório diversificado de materiais para o apoio à aprendizagem, marcada pela interatividade oferecida pelos tutores, especialistas da área de comunicação e educação em saúde.

 

O conteúdo para a capacitação de 2021

 

Serão oferecidas três unidades temáticas

 

1ª) Referenciais teóricos da Educomunicação aplicados ao contexto de epidemias e pandemias (tema introdutório e contextualizado).

2ª) Linguagens da Educomunicação, a partir de exercícios e vivências.

3ª) Desenho de um plano de ação educomunicativo a ser aplicado no espaço municipal.

A plataforma do AVA (online) privilegia uma pedagogia de respeito ao tempo do cursista a partir de um diálogo permanente, de forma a permitir que todos os alunos avancem com segurança e motivação.

 

Assessoria aos cursistas veteranos

 

O projeto Educom.Saúde-SP 2021 prevê a continuidade do processo de formação, por meio de uma assessoria aos municípios para a realização dos projetos educomunicativos planejados por seus agentes de saúde, ao final do curso.

Tal assistência será dada por especialista diplomado pela Licenciatura em Educomunicação da USP que, para este serviço, contará com a mediação de uma equipe de educação e comunicação em saúde da própria Secretaria de Estado da Saúde, bem como de interlocutores regionais capacitados nesta temática.

Pretende-se garantir, desta forma, que as equipes municipais de saúde consolidem uma ação educomunicativa voltada ao diálogo com a população e à mobilização para uma ação efetiva de vigilância e controle das arboviroses no estado de São Paulo.

 

EQUIPE DE GESTÃO DO PROJETO EDUCOM.SAÚDE

 

Ismar de Oliveira Soares – ABPEDUCOM – Coordenação Geral

Irma Neves - SUCEN/CCD/SES – Coordenação Pedagógica

Claudemir Edson Viana - NCE/ECA/USP- Assessoria em Educomunicação

Jurema Brasil – ABPEducom – Gestão Administrativa


Comunicar Erro




Enviar por E-mail






Colabore


Obrigado