brasão governo do estado de são paulo

Em atendimento à legislação eleitoral (Lei nº 9.504/1997), os demais conteúdos desse site ficarão indisponíveis de 5 de julho de 2018 até o final da eleição estadual em São Paulo.

Apoio Matricial na Atenção Básica: tema de dissertação de mestrado a ser defendida no IS

09 de março de 2018

 

Rafael Tadeu de Andrade fez um estudo sobre a “Integralidade da assistência: Implementação do apoio matricial especializado à Atenção Básica com foco na linha de cuidado do diabetes mellitus, na Região da Freguesia do Ó/Brasilândia do município de São Paulo”.

 

Sua defesa será no dia 16 de março, desenvolvida sob a orientação da Professora Dra. Luiza Sterman Heimann, diretora do Instituto de Saúde.

 

O objetivo da proposta foi aumentar a resolutividade da Atenção Básica no acompanhamento de pacientes portadores de diabetes nos bairros da Freguesia do Ó e Brasilândia.

 

O estudo verificou que grande parte dos encaminhamentos ao endocrinologista eram desnecessários. Esse foi o problema que deu início ao desenvolvimento da pesquisa. Além disso notou a falta de comunicação nos pontos de atenção e de capacitação dos profissionais de saúde.

 

Foi utilizada uma pesquisa-ação com duas Unidades Básicas de Saúde responsáveis pelas maiores demandas no agendamento de endocrinologia e uma unidade da atenção especializada da microrregião da Freguesia do Ó/Brasilândia.

 

A estratégia de implementar o apoio matricial na Atenção Básica trouxe resultados positivos para a pesquisa.  “Foi possível obter uma redução, comparados com os dados do momento anterior à intervenção, de 10,88 % de encaminhamentos desnecessários de pacientes diabéticos à especialidade de endocrinologia”, afirma Rafael.

 

Além disso, a intervenção possibilitou um progresso na comunicação entre as equipes dos pontos de atenção, que introduziram uma rotina de encontros presenciais entre os profissionais de diversos pontos da rede.

 

Quanto à aplicabilidade, Rafael afirma que a implementação do apoio matricial não possui modelo definido e rígido a ser seguido, ficando aberta às possibilidades e realidades de cada território.

 

Núcleo de Comunicação Técnico-Científica