Coordenadoria de Controle de Doenças

A A A Tamanho do texto

Campanha de vacinação contra o vírus influenza é prorrogada até dia 7 de julho. Estado de São Paulo amplia grupos prioritários para a vacinação

A Secretaria de Estado da Saúde prorroga a campanha de vacinação contra a influenza até o dia 7 de julho e amplia os grupos prioritários de pessoas que devem se vacinar. A partir de agora também poderão tomar se vacinar:

  • qualquer pessoa a partir de 50 anos de idade,
  • motoristas, cobradores e trabalhadores em transporte rodoviário (deverão apresentar crachá ou holerite),
  • motoristas de táxi (deverão apresentar crachá).

 

Esses grupos, agora incluídos, se somam a outros grupos prioritários já abrangidos pela campanha:

  • crianças entre 6 meses e menores de 5 anos de idade,
  • gestantes,
  • puérperas,
  • indígenas,
  • trabalhadores da saúde
  • pessoas a partir de 60 anos,
  • polícia federal, militar, civil e Guarda Municipal
  • bombeiros
  • funcionários dos Correios
  • Defesa Civil
  • doadores de Sangue e de Medula
  • trabalhadores dos Tribunais de Justiça e Fóruns
  • profissionais que trabalham com pessoas em situações de rua
  • cuidadores de idosos e crianças
  • auxiliar de classe e demais funcionários das escolas do ensino Básico e Superior
  • funcionários das Creches
  • trabalhadores da Limpeza urbana e coletadores de Resíduos

 

A definição de grupos prioritárias para vacinação leva em conta a proteção individual e a capacidade de transmissão da doença por essas pessoas por trabalharem com público, ou junto a pessoas mais vulneráveis ( Ex. crianças e idosos).

O objetivo do estado de São Paulo é atingir a cobertura vacinal de 90% da população-alvo.

A Influenza, comumente conhecida como gripe, é uma doença viral febril, aguda, geralmente benigna e autolimitada. Os sintomas mais frequentes são: febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, tosse seca, dor de garganta e coriza. A infecção geralmente dura 1 semana.

Os vírus influenza são transmitidos facilmente por pessoas infectadas ao tossir ou espirrar.

Algumas pessoas, como idosos, crianças, gestantes e pessoas com alguma comorbidade possuem um risco maior de desenvolver complicações devido à influenza. A vacinação é a intervenção mais importante na redução de casos graves da doença e mortes.

 

Centro de Vigilância Epidemiológica

Coordenadoria de Controle de Doenças

 

 

Mais informações do Ministério da Saúde aqui

 

Informações do Centro de Vigilância Epidemiológica  aqui

 

Comunicar Erro




Enviar por E-mail






Colabore


Obrigado